Masthead header

25 e 26 de abril é dia de provas na MoD!

Hoje falo-vos do meu novo projecto. A MoD – My own dress, é uma marca 100% Portuguesa, de vestidos de noiva, que se define pela simplicidade das linhas e pela qualidade dos materiais usados na confeção dos seus modelos. Femininos, graciosos e delicados, os modelos MoD são uma combinação entre sedas leves que os definem como dinâmicos, e rendas suaves e transparentes que os caracterizam como românticos e completam a carácter de quem os veste. E porque estilo é o que nos define, individualmente e todos os dias, o dia de casamento não pode ser excepção. Os modelos MoD são ambiciosos e prometem a individualidade de cada cliente e uma presença sofisticada e cheia de estilo num dia que se quer perfeito.

E, é já nos próximos dias 25 e 26 de Abril que a MoD vai receber as 10 primeiras noivas que se registarem no facebook para experimentar os novos modelos de vestidos que vai produzir e apresentar. Esta é também uma oportunidade para experimentar os já conhecidos modelos Etsi, City Hall, Garden Party e Romance. A sessão acontece nos dias 25 e 26 de Abril, na Travessa dos Fiéis de Deus, n. 34 ao Bairro Alto em
Lisboa. As visitas podem ser marcadas em http://www.myowndress.pt/ ou através da nossa página no facebook https://www.facebook.com/MyODress?ref=hl!

SAY YES, IT’S MY OWN DRESS!!

CRÉDITOS

Direção e Styling :: Matilde Berk; Produtor :: Matilde Berk; Director :: Carlos Ferreira at Vídeoart ; Fotografia :: Matilde Berk; Concepção dos estilos MoD :: Matilde Berk e Sílvia Rodrigues; Feito por medida :: Graça Carvalho;
E ainda um agradecimento super especial às Areias do Seixo Charm Hotel & Residences, ao Luís Onofre, à Flow, à Visual Clinic, À Vânia Oliveira Make Up, à Vera Garcia Makeup, à Nélia Antunes da VideoArt

L’AND Vineyards: Casamento da Tatiana com o Nuno

Hoje apetece-me escrever sobre o casamento da Tatiana e do Nuno. São tantos os casamentos de 2013, e de 2012 que nunca partilhei, todos eles com imagens fantásticas…confesso que, às vezes, a preguiça se apodera de mim. Não é bem preguiça, quem me conhece sabe que sou uma mulher de trabalho. É uma espécie de sentimento de libertação. Não percebem? Eu explico. Passo horas infinitas a processar as fotografias dos meus clientes. Essa é a minha prioridade, todos os dias. Quando chego ao fim do dia, depois de tantas e tantas horas a rever essas imagens, e penso no blog penso quase imediatamente no meu sofá! No meu sofá e na oportunidade de gozar o tão prometido descanso. E o blog, esse, acaba por esperar. O blog e a oportunidade de vos mostrar o que vou fazendo. Mas hoje, depois de fechar mais um casamento, e já só faltam dois para encerrar 2013, resmunguei com os meus botões em jeito de ordem: “Hoje publicas e não falhas!”. E foi…

Principio de Outubro no Alentejo. O cheiro a terra vermelha e a paisagem quente trazem-nos de volta os dias de um verão que foi tórrido. O L’AND amanheceu debaixo de uma leve neblina e o sol prometeu-nos um dia cheio de luz de Outono. Prometeu e cumpriu. São os melhores dias para casar no Alentejo. Ora vejam…

A sequência seguinte retrata o momento alto do dia. Convicta da sua intenção, a noiva coloca a aliança no dedo do noivo. No dedo direito!!! e, como se isso não bastasse, recomenda-lhe que nunca a tire. O Padre, atento aos detalhes do ritual e sem nunca perder a compostura, sorriu e disse num tom brando “Vai ter que tirar…porque está no dedo errado!” E, perante o espanto da noiva, eis que se repete o momento da troca da aliança saudado pelas gargalhadas de todos os presentes.

Ana - E que belas fotos, claro… :)

Ana - Que noivos tão giros e que casamento tão bonito!

B L O G R O L L
F A C E B O O K
T W I T T E R